Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 22 de novembro de 2011

OS OLHOS QUE FITEI


Os olhos que fitei
Foram tantos que nem sei!
Vou tentar descrever,
Aqueles de que lembrei

Castanhos e tímidos,
Foi o de um amor inocente
acontecidos na escola
Entre dois adolescentes

Profundeza e perspicácia,
Em um namoro sem emoção
Nos olhos graúdos de um rapaz
Alegre e brincalhão

Olhos negros sensuais,
De uma firmeza fatal
Primeiro grande amor
Inesquecível oriental

Olhos azuis como o oceano
De um "Dom Juam" sem coração
Destruiu a pureza e inocência
Causando minha primeira desilusão

Olhos verdes com intensidade
Eram de um rapaz de bom coração
Tive seu amor de verdade
Foi por outro que o deixei
Uma estupidez a minha maldade

Pelos profundos olhos castanhos,
Aconteceu a paixão arrebatadora
Levando-me ao céu
Deixando-me hoje sozinha
Saboreando o gosto amargo do fel.

Janett Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja a vontade. Sinceridade é a sua forma de demonstrar conhecimento e respeito por si e pelo outro.