Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 22 de abril de 2017

Soneto da Solidão



Em que ponto vai meu olhar
No momento do pensamento disperso
Sem saber se calo ou converso
Com a solidão a me encarar.

Sem segurar o pensar
Me agarro a ilusão
De tentar me inspirar
Escutando o coração.

Te busco com sofreguidão
Para estar a me acompanhar
As vezes doce, outras, cruel solidão.

Junto com você creio me amar
Aliviando a emoção

Em Busca do caminho da razão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esteja a vontade. Sinceridade é a sua forma de demonstrar conhecimento e respeito por si e pelo outro.