Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 24 de novembro de 2013

Atoa na vida
Pensamentos a girar
Nada enfim é concreto
Sou folha seca a voar
Esperando desintegrar
Para em adubo me transformar
Incentivando outros seres
Ver a vida versejar
Sendo adubo me fundo
Com o todo novamente
Na fusão do profundo
Renasço como semente
Logo sou um broto
Sentindo a vida renascer
Das entranhas da terra
Para crescer e florescer
Não mais atoa na vida
Uso o vento pra me levar
Com a certeza do destino
Que agora irei traçar