Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

" Menino Franzino " do meu segundo livro de poemas " Vozes do Pensamento"

Olhar profundo...

jeito de menino

num corpo franzino

comprido e delgado


Menino corajoso,

se deu por inteiro

a um amor repentino

Menino guerreiro


perdeu a razão

na sua simplicidade de intensão

ao querer, adulto se tornar,

para entregar seu coração



viveu com intensidade,

amou de verdade,

esqueceu por um tempo

da sua pouca idade


reprimindo, sucumbindo

vivendo fingindo

menino franzino

chegou a crescer


depois de viver, etapas vencidas

foi regredindo, criando feridas

menino franzino

destruindo a vida


Sem segurar, a fé de estar,

entre a paixão, o amor e a razão.

Não mais se dedicou, a alegria de brincar

de lutador, e de se superar



Olhar profundo que tanto encantou,

ficou opaco, sem brilho, sem vigor

menino franzino

de repente murchou


Desmotivado, vivendo sem tino

seu corpo franzino a doença buscou,

vivendo cabisbaixo

menino franzino, sua luz apagou


Dentro da escuridão

destruiu a condição

de buscar a razão da alegria de viver

menino franzino

agora só pensa em morrer...

Um comentário:

  1. Uau... Profundo. Adoro a forma com que conta uma história.

    ResponderExcluir

Esteja a vontade. Sinceridade é a sua forma de demonstrar conhecimento e respeito por si e pelo outro.