Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 11 de dezembro de 2010

Verso - por Janett Morais

Sou um personagem
do palco da vida real
vivendo a sua história
sem pistas para o final.

Pensamento

As vezes me sinto uma águia, livre voando alto.
Outra vezes me sinto com a tristeza de um pássaro engaiolado a observar a vida seguir,
me deixando para trás, sem que eu nada possa fazer de dentro da minha prisão.

domingo, 21 de novembro de 2010

Novidades

                    AGUARDEM  EM  JANEIRO/2011

         O mais novo portal de informações sobre literatura

                        “SOCIEDADE NOVA ESCRITA”

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Do meu livro " Emaranhado de Sentimentos "

"A insatisfação do hoje, poderá vir a ser a 
          saudade  do amanhã..."

domingo, 7 de novembro de 2010

Saber viver é aceitar o outro na sua maneira de ser, e se aceitar como você é.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Do meu livro " Vozes do Pensamento " a ser publicado

Carícia Prateada do luar

Banhar-me em noite de lua
para receber sua carícia prateada
deixa-me surda aos ruídos da rua
por ela fico totalmente encantada.

Morna envolvente e misteriosa
ela vai me absorvendo...
Esplêndida, feiticeira e milagrosa
a juventude vai me devolvendo.

Sinto a maciez da pele nova
da antiga nada restou.
Um estado de euforia renova
a alegria que voltou.

Elevo os braços e reverencio
companheira das longas madrugadas
a quem meus sutis segredos confio
livrando-me das fúrias magoadas. 

Depois relaxada adormeço
nos braços de Orfeu a sonhar...
Momentos em que esqueço
que logo preciso acordar

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

PRESTIGIE E DIVULGUE ESTE PROJETO!


Penso, sinceramente, que isto pode lhe interessar. O câncer, a partir de 2010, será a doença que mais vai causar óbitos em todo o planeta e muitas razões serão os motivos, principalmente o nosso meio-ambiente, a alimentação e outros fatores nocivos.
   Sou um sobrevivente desta doença e, como escritor, coloquei no papel entre outras ricas informações, o meu e outros depoimentos, provando que com fé, perseverança, garra, luta e mil motivos podem mudar os rumos da doença.
   Podemos com certeza, ajudar muitas pessoas.
   É um livro para quem teve câncer, os que têm e os que terão a doença, pelo seu sentido epidemiológico, embora não seja contagiante. Vai ajudar muitas pessoas e o objetivo do projeto está se cumprindo.
   Desmistificar o câncer é hoje uma necessidade, tal o desconhecimento que a maioria dos brasileiros tem sobre esse mal e saber é preciso, assim como as prevenções.
   Então, coloco à disposição de todos o livro (200 páginas) e que poderá ser um belo presente, em uma interação autor/leitor, o que faz com que seu preço acessível a todos, sem a intermediação de livrarias e distribuidores: Apenas 25,00 já inclusa a despesa postal.
   Se você se interessar, será uma honra para mim. Faça-o através do e-mail RUIFORT2004@HOTMAIL.COM, pelo Facebook, no Orkut, através da comunidade  “Os Sobreviventes do Câncer”, ou pelos telefones (41) 3085-2390 e pelo celular (41) 8436-4827.
   Fique com Deus!

'' Texto do escritor Milton Rui Fortunato"
"Saber viver é compreender o outro na sua maneira de ser"
"Alma inquieta, sonhadora constante, uma lagrima contida de uma saudade distante."

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"As mais lindas palavras de amor são no silêncio de um olhar"
                                                           "Leonardo Da Vince"
" O Homem arruinará mais as coisas com as palavras do que com o silencio "
                                                                       "Mahatma Gandi"

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Trecho do livro de "Contos & Causos"

― Pois então, seu Regisnaldo, como eu tava dizendo; nunca mais vi seu Zé Maria por estas bandas! O senhor tem noticias dele?


Regisnaldo fez um ar de assombro e respondeu ― Então tu ainda não sabe homem?

― Claro que não sei, seu Regisnaldo! Cá por estas bandas, agente só sabe de algo, depois que não tem mais graça, depois que os causos já caducou.

― Mas o senhor falando assim, em me lembro bem daquele causo que o próprio zé Maria contou certa vez.

 Regisnaldo falou com um ar saudoso.

O homem deu uma gostosa gargalhada e perguntou, - e de que causo o senhor ta falando? Fala ai seu Regisnaldo, Deixa ver se é do mesmo causo de que eu também alembrei...

Regisnaldo começou a rir e parecia que não queria mais parar, e junto com ele o homem também ria... e ria... e ria...

De repente o Regisnaldo parou de rir e falou:
― Homem, deixa eu ir me ajeitar no hotel, volto daqui a pouco pra gente dar continuidade a esta nossa prosa.


Antes que o homem manifestasse alguma reação.

Regisnaldo atravessou a rua e deixou o homem preocupado e curioso.

― Mas seu Regisnaldo! - O homem gritou.

― Perai Homem, Já volto ― Regisnaldo respondeu já do outro lado da rua.
 
O homem coçou o bigode e pensou:
― Mas afinal, ele terminou não me dando noticias do Seu Zé Maria ―  falou alto ― Vou esperar esse danado voltar.
" Mentiras sinceras, me interessam "
                
          "Música abandonado de Cazuza"
" Não se preocupe em entender, viver ultrapassa todo o entendimento"

                                 " Clarice Lispecto "

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Meu pensamento

" Quem não amou, não teve a oportunidade para só enxergar qualidades em um ser humano "

Meu pensamento

" Pensamentos são ferramentas que me levam a qualquer lugar onde eu queira estar "

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Para minha norinha...

Parabéns para você Tai!! Por fazer anos de vida.

Deus te dê paz, felicidade, e uma vida bem comprida,

com saúde e qualidade. Conservação do teu amor

com duração para a eternidade.


Sempre te achei, uma garota bem centrada.

Inteligente, criativa, forte e determinada


Muito mais tu me surpreendeu, quando teu filhinho nasceu.

Vendo você se tornar uma mãe tão extremosa e uma nora

muito mais atenciosa, e amorosa.

Muitos atritos tivemos,

pensei várias vezes em desistir, de tentar entender

porque você era assim. Sempre com o pé atrás

em relação a mim.


Agora quero te dizer, é muito bom ter você

como a mulher do meu filho, a mãe do meu neto

Você é a nora que eu sempre quis ter.


Hoje me sinto bem, em estar junto com vocês

é prazeroso de ver, uma linda família crescer

com amor e garra pra valer.

Vocês, chegarão longe, porque nasceram pra vencer.

Mais uma vez... Parabéns pra você...
Por ser uma grande mulher, e uma mãe pra valer...

Feliz aniversário para você...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

" Menino Franzino " do meu segundo livro de poemas " Vozes do Pensamento"

Olhar profundo...

jeito de menino

num corpo franzino

comprido e delgado


Menino corajoso,

se deu por inteiro

a um amor repentino

Menino guerreiro


perdeu a razão

na sua simplicidade de intensão

ao querer, adulto se tornar,

para entregar seu coração



viveu com intensidade,

amou de verdade,

esqueceu por um tempo

da sua pouca idade


reprimindo, sucumbindo

vivendo fingindo

menino franzino

chegou a crescer


depois de viver, etapas vencidas

foi regredindo, criando feridas

menino franzino

destruindo a vida


Sem segurar, a fé de estar,

entre a paixão, o amor e a razão.

Não mais se dedicou, a alegria de brincar

de lutador, e de se superar



Olhar profundo que tanto encantou,

ficou opaco, sem brilho, sem vigor

menino franzino

de repente murchou


Desmotivado, vivendo sem tino

seu corpo franzino a doença buscou,

vivendo cabisbaixo

menino franzino, sua luz apagou


Dentro da escuridão

destruiu a condição

de buscar a razão da alegria de viver

menino franzino

agora só pensa em morrer...

Pensamentos

Enquanto o amor enriquece o nosso espirito, o ódio empobrece.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

" Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo "
Carlos Drumond de Andrade

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Pensamento do dia

Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você o encara é que faz a diferença.

Benjamin Franklin

quarta-feira, 30 de junho de 2010

CRÔNICA

                             " QUANDO O AMOR ACABA "
                  
Coração acelerado, boca seca, pernas bambas, ruborização, vontade de estar bonita, olhos brilhantes
 '' NÓS ESTAMOS AMANDO''
 Encontros.. Carinhos.. Juras eternas... Abre-se mão dos nossos sonhos para viver a nossa estória de amor.
Não é difícil deixar para trás, sucesso, amigos, família.
 '' NÓS ESTAMOS AMANDO''
Cada dia mais íntimos, os dias passam... Os meses passam... Os anos passam... Não sentimos que a vida passa...
'' NÓS ESTAMOS AMANDO'' .
De repente, em um dia você sente que o seu coração agora acelera, não mais, por que o vê chegar, ou porque ouve a sua voz, mas... Sim por causa das constantes discussões.
Sua boca fica seca, não de nervosismo por ansiedade de vê-lo chegar, mas... Porque a discussão lhe deixa sem saliva.
Suas pernas ficam bambas, Não mais de emoção e prazer mas... Por crise nervosa.
Seu rosto fica vermelho, não mais de ruborização por um elogio, mas... De raiva por algo que não gostou.
O coração fica cheio de mágoas, e sem sentir o seu amor vai sendo sufocado.
Pedidos de desculpa que já não tem valor, desculpas não apagam o que passou.
E isto se repete... Repete sempre... A relação vai desgastando.
Você já não sente vontade de estar ao lado daquela pessoa que você ainda julga tão amada.
De repente você vê que já não quer estar bonita e torce para que ele chegue cada vez mais tarde, ficar só para você se tornou momentos de prazer.
Seus olhos que eram tão brilhantes passaram a ficar opacos.

E você se pergunta:
Quando foi que isto começou?
Com os jogos de culpa?
Com as cobranças?
Quando se arrumava para ele e via que passava despercebido?
Quando lhe dava carinho, e ele se sentia mais e mais carente?
Quando por inúmeras vezes chorava e ele nem notava?
Quando percebia que ele forçava uma barra para mostrar que ainda sentia tesão por você, e você ficava decepcionada?
E hoje...
Quantos anos você tem?
Você lembra quando foi que você se acomodou? Passando a aceitar viver esta situação de secura no coração... Na vagina... E nos gestos de carinho?
Quando foi que isto começou?
Você sabe quando foi? Quando foi mesmo que o amor acabou?
Sem querer aceitar e ainda na última esperança de salvar o relacionamento, você escreve diretamente para ele e deixa seu caderno aberto esquecido propositalmente em cima de um móvel torcendo para que ele tenha o mínimo de curiosidade e leia.
“ Se você ler com atenção, quem sabe um dia poderá me compreender”
Se nos separarmos, logo você vai encontrar outra pessoa.
Sabe como você vai se comportar para conquistar e segurar esta pessoa?
Vai querer parecer sempre bonito e apresentável.
Vai medir as palavras, preocupado em não ser grosseiro ou descortês.
Vai tentar mostrar que é uma pessoa de sucesso, e jamais vai se reconhecer fracassado perante ela.
Vai ser galante, cavalheiro,e sempre bem humorado.
Vai olha-la com carinho, jamais vai fazer cobranças, pois sabe que vai perde-la. Jamais vai querer mostrar-se chato.
Vai ama-la em vez de esperar ser amado.
Vai carinha-la em vez de pedir carinho.
Vai criar clima e situações em vez de esperar que seja ela a criar.
Vai sempre encontrar uma forma de agrada-la, seja com presentes, seja com flores, seja com telefonemas colocando músicas românticas para ela ouvir, mandando torpedos, enviando bilhetes escritos nos guardanapos, sempre vai encontrar uma forma de dizer que a ama.
Você faz tudo isto para conquistá-la e ser admirado. Este é o primeiro passo para se ganhar uma mulher conquistar a admiração dela.
Você sabe que estes mimos vão inspirar ela a ser fêmea para você, mulher gosta de ser manhosa, carinhosa e dengosa. Quando o homem a desperta para isto.
E assim este romantismo irá durar por algum tempo. Mas... A história se repete
Você não vai saber quando tudo começa.
Você vai começar a esfriar.
Vai estar sempre cansado, preocupado e sem se dar conta começa a evitar ter sexo com ela. Vem as dores de cabeça, as dificuldades financeiras, os problemas... Ah!! Os problemas... Você não lida bem com isto.
Não lembra mais de lhe dar flores, lhe fazer um agrado, uma declaração de amor que antes era tão fácil dizer “ Eu te amo”. Mas você quer ouvir dela. Esquece que na relação tudo é troca.
E vai chegar o dia em que você vai achar até que ela só pensa naquilo, e você ainda fala alto para ela ouvir “ porra!! será que você só pensa em sexo...”
Sabe como ela vai se sentir? Envergonhada... E ai ela vai se reprimindo.
E aquela mulher fogosa que adorava colocar uma langerie sexy, calcinhas ousadas... Enchia o corpo de óleos perfumados só para você. Começa a mudar, usar roupas mais compostas para dormir, vai tentando não se encostar muito no seu corpo para não sentir vontade de brincar e se decepcionar.
De repente você fica mais e mais escasso, o que acontecia todos os dias, passa a ser duas vezes na semana, depois uma vez, duas vezes no mês, a cada seis meses, depois...
Ela começa a fazer anotações na suas agendas, hoje ele tentou e não conseguiu... Hoje ele nem tentou... Hoje estava com dor de cabeça... Hoje chegou nervoso... Hoje gritou comigo... Hoje trabalhou até tarde... E ai você nem nota que ela chora muitas vezes até a madrugada. Mais e mais ela vai se reprimindo.
Por insistência dela você a leva a um motel, quem sabe lá acontece alguma coisa, ela faz tatuagem, dança, inventa, usa pomadas excitantes mas...
E numa última tentativa em um domingo a sós ela coloca um colam e dança para você, faz várias brincadeiras e nada... Ela começa a se achar ridícula, mas tenta compreender, conversa a respeito e você só diz que não sabe o que está acontecendo. Vai a um médico mas não tem explicação para tanta indiferença.
Depois de algum tempo você ainda tem a cara de pau de culpá-la, começa a dizer que ela só sabe fazer as coisas quando bebe, “ que importância isto tinha se ela estava feliz e desavergonhada para você?
Você ,sem sentir, cada vez mais, a afasta de ti.
E um dia, acaba a admiração.
Acaba o respeito.
Ela não se sente mais segura ao seu lado, só vê perante ela um homem derrotado, lamuriento, cobrador, mal humorado.
E depois de tudo isto você diz que ela nunca lhe amou... Será que não foi você que matou o amor,
Quando seu amor acabou?


Texto de Janett Morais

domingo, 13 de junho de 2010

Dia dos Namorados

Ontem 12 de junho, foi comemorado o dia dos namorados.
Parabéns!! Para todos aqueles que tiveram a quem presentear.
Quero também parabenizar a quem não tem o namorado,
 mas tem uma grande capacidade de amar.
Enquanto no seu caminho não chega a pessoa...
Vai vivendo na modalidade ficar, sem presentear.

terça-feira, 8 de junho de 2010

quarta-feira, 26 de maio de 2010

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam
e tentam sempre."

- Clarice Lispector

terça-feira, 13 de abril de 2010

A Sabedoria superior tolera.  A inferior julga
A superior alivia. A inferior culpa

A superior perdoa. A inferior condena
                         Augusto Cury

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Frase do dia

A felicidade aparece para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam em suas vidas.
                                                                 Clarice Lispector 

Meu pensamento

Forma covarde de amar, é quando o individuo na primeira dificuldade, diz “ Vou me afastar de você por amor, pois tenho certeza que sem mim você será muito mais feliz...”

domingo, 4 de abril de 2010

Poema


















Os fatos indicavam,
eu não tentava entender.
Foi difícil compreender,
que o caminho me levaria a morrer...

Envolvida, apaixonada,
não ligava mesmo pra nada.

Afundava a cada dia

num mar de agonia...



Continuei na ilusão

de uma união sem condição.

Era o mesmo que viver

condenando meu coração...

Os anos se passaram.
 Minhas formas deformaram.
Foi preciso ser desprezada
para ver que eu estava errada


 
Foi então que compreendi,

Não precisava mesmo de logica

Havia chegado o fim

de uma relação simbiótica.


Como era difícil romper,
os anos desta união

Sempre faltava coragem

até surgir a ocasião.


O copo transbordou

Com uma simples gota d'água.

Olhei nos seus olhos,

além do ódio,

não vi mais nada.


Supliquei ao criador

Me liberta por favor

deste amor desesperado

Que só me traz sofrimento e dor.


Você a tudo ouviu

naquele instante sentiu

compaixão desta mulher

que Deus um dia a você uniu.


foi então  que compreendeu
que o amor que você sentia morreu.

Queria de volta a sua vida

que um dia você me deu.


Sempre me perguntam, porque?

Após tantos anos, pra que?

Hoje eu venho a compreender

Que a vida é pra se viver.




quarta-feira, 17 de março de 2010

Pensamento

Através da leitura eu me transporto para vários mundos, depende do tipo de leitura que vou escolher.

Frase do Dia!

" Ninguém gosta de pessoas desanimadas, de mal com a vida"

Trecho do meu livro " JULIETE "

Antônio ficou revoltado quando viu o estado lastimável da amada. Sem alternativas, ele se viu obrigado a alugar uma casa e colocá-la para morar, afinal, fora o único culpado do passo errado que a moça havia dado ao se envolver com ele. Não poderia reparar o mal que havia feito aquela mocinha, e casar-se com ela para livra-la das más línguas. Mas de uma coisa ele tinha certeza, não a abandonaria a própria sorte. E assim passaram a viver maritalmente.



Dona Maria, mãe de Helena, era uma Mulher franzina, e delicada, bastante meiga com a família. Além de Helena ela tinha mais cinco filhos, os homens eram os mais velhos, Armando, que se casara muito cedo e fora abandonado pela mulher, voltara para dentro de casa com duas filhas nas costas. Alberto, muito serio e compenetrado, era o carrasco das irmãs. A filha Arlete mais nova que eles, já tinha sido casada e ficara viúva com dois filhos, e esta também voltara para dentro de casa, Lurdinha um ano mais nova que Helena, já estava noiva de um alfaiate. Vilma e Nilda eram as caçulas.

Dona Maria era uma mãe sempre presente, amava aqueles filhos mais que a sua própria vida. E quando seu marido colocou Helena para fora de casa, quase morreu de desgosto, ela não queria perder o contato com sua filha querida, e desobedecendo ao marido, enviava a filha Vilma em busca de noticias.



Vilma era uma moça muito romântica, Não tinha beleza física, muito magrinha, herdara todas as características físicas da mãe, os cabelos muito crespos, e pele escura... Ela via a irmã como uma princesa, com aqueles cabelos pretos e finos contrastando com o verde dos olhos, e depois do acontecido Helena se tornara a sua heroína, por ter tido a coragem de romper com a família para viver a sua história de amor.

Vilma não se fazia de rogada quando a mãe a mandava encontrar com Helena. As duas se abraçavam cheias de saudades, e Vilma lhe contava o grande sofrimento pelo qual a mãe estava passando por se ver obrigada a não poder falar ou ver a sua filha tão querida.

Helena sempre fora conselheira e cabeça da família embora não fosse a mais velha, e fazia muita falta, inclusive no orçamento deles.

Muito triste ela ouvia a irmã falar sobre os acontecimentos da casa. E sofria por nada poder fazer. Para amenizar ela Tentava desfrutar o maximo daqueles momentos com a irmã, que quando ia embora deixava um grande vazio e saudade, levando com ela muitos recados de pedido de perdão para sua mãezinha.


Mas apesar do seu sofrimento, ela não tinha pretensão de abandonar o seu amor. Sofria muito com a separação da sua família, tinha conhecimento que seu pai a cada dia mais se destruía. Mas nada podia fazer, ele não mais a queria ver ou ouvi-la.


terça-feira, 16 de março de 2010

Frase do Dia!

" As emoções são um dom incrivél que possuimos para nos informar sobre o que estamos pensando.

" Bob Doyle "

Do Livro " O Segredo " da autora " Rhonda Byrne "

" Você é quem traça seu destino. Você é o autor. Você escreve a história. Acaneta está em sua mão, e o desfecho é o que você escolher.

sábado, 13 de março de 2010

Frase

" As mentes são como paraquedas só funcionam se estiverem abertas"

"Ruth Noller" ( Pesquisadora da universidade de Bufallo " EEUU" )

Meu pensamento

Nunca espere muito dos outros para não se decepcionar.

Frase do Dia!

" Estar de bem com a vida te dar longividade "

quarta-feira, 10 de março de 2010

Minha Frase para o dia

" Quando escrevo não estou só "

Pensamento

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada. " [ Clarice Lispector ]

terça-feira, 9 de março de 2010

Meu Pensamento

" Um dia, quem sabe, encontrarei alguém que compreenda os anseios da minha alma. "

Frase do Dia!

" Ah, que diferença entre o juízo que fazemos de nós e o que fazemos dos outros! "

Johann Goethe

segunda-feira, 8 de março de 2010

Meu Pensamento

" Escrever, é a libertação das amarras de uma alma sufocada pelos pensamentos sem voz."

Frase do Dia!

" As vibrações das forças mentais são as mais sutis e, consequentemente, as mais poderosas que existem"

Charles Haanel

"Do livro O Segredo de Rhonda Byrne"

sexta-feira, 5 de março de 2010

Meu Pensamento

" Sou livre quando estou dentro do meu mundo imaginário "

Frase do Dia!

"Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos.
Fazer ou não fazer algo, só depende de nossa vontade e perseverança."
(Albert Einstein)

quinta-feira, 4 de março de 2010

Texto do livro " A VIDA DE DIVINA "

― Nasceu...
― É menino ou menina? A mãe perguntou aflita.
― Uma bela menina, Crispina! Respondeu joaquina, a parteira que fazia os partos das mulheres por aquelas bandas.
― Divina... Ela se chamará Divina. ― a mãe afirmou categórica o que seria o nome de batismo da criança que ela acabara de parir.

Crispina Já era mãe de Damiana, Donata, e Rosalva. Filhas vivas das cinco que tivera. Havia torcido muito para que desta vez tivesse vindo um menininho, mas, o destino teimava em lhe fazer mãe só de meninas. E ela recebia em seus braços a Sua sexta filha, Divina.

Continuou tentando um menino... da sua ultima tentativa nascera a Dominique. E ela cansada de tanto parir na espera do menino decidiu fazer o estrangulamento das trompas.

Com vinte e quatro anos de idade, mãe de sete filhas, Crispina continuava tão linda quanto no dia em que Damião lhe conheceu dentro daquele circo fazendo acrobacias, quase uma menina na flor dos seus quinze anos, quando ela abandonou a sua vida de andante para viver ao lado daquele cavalheiro vinte anos mais velho que ela.

Damião ficou encantado com a beleza de Crispina e jurou fazer dela a sua companheira, não foi difícil para ela se apaixonar por aquele caboclo com ares autoritários.

Damião ganhava muito bem como fiscal do estado e com ele Crispina vislumbrou um belo futuro, além de ter um bom macho para tomar conta da sua vida.

Muito fogosa, ela deixava Damião de pernas bambas. E o resultado tinha sido um filho a cada dois anos aproximadamente.

Marido satisfeito não tinha do que reclamar, ele era só sorrisos e amava aquela mulherada da sua casa. Embora sempre que tinha oportunidade falava:

― Mulher vê se você pari um menino homem, Para ajudar a tomar conta da mulherada desta casa ― ele alisava os cabelos dela e dava aquela sua risada... ― depois falava ― é brincadeira nêga tou muito feliz com nossa cria, e também sei que você já ta capada.

Crispina Vivia para criar as filhas. Damião lhes proibia de saírem para qualquer lugar que não fosse com ele. Até para poderem ver os parentes aproveitavam as horas que ele estava no trabalho, nem as irmãs de Crispina, podia vir visita-la. Por amor e submissão ela aceitava aquela situação, e assim viviam a vida sem interferência de terceiros.

Crispina e Damião souberam a dor da perda de um filho quando a filhinha Domínica de dois anos e um mês mais nova que a Damiana tivera uma febre alta acompanhada de uma tosse convulsa e com todo corpinho, com menos de vinte e quatro horas a menina morreu, ela ainda não havia completado um ano de idade.

Crispina fora acometida de uma grande tristeza, e para vê-la feliz e sair daquele estado de apatia, Damião mandou chamar a irmã mais velha de Crispina para lhe visitar e assim Corbelha passou a freqüentar a casa para trazer conforto a irmã sofrida.

Trés anos depois da morte da pequena Rosana novamente Crispina e Damião passavam pela mesma dor. Em um domingo de muito calor foram tomar banho de rio, levaram sexta de lanches e passaram um dia de muita alegria e algazarra banhando-se nas aguas frias do Cachoeirinha, rio de aguas escuras que cortava a cidade. E era local de lazer da maioria dos moradores.

Já passava da meia noite quando uma das gémeas, a Rosana começou a gemer e dizer que estava com dor na cabeça, Crispina lhe deu uma caneca com chá e umas gotinha de analgésico, ela dormiu mas no outro dia amanheceu morta e nunca se soube qual foi a causa de morte da garota. Novamente a tristeza se abateu naquela família e Damião já não sabia o que fazer com a situação de desespero da sua mulher, novamente pediu socorro a Corbelha.

Depois da perda das suas duas filhas Crispina perdeu um pouco do brilho da juventude, mas ainda era muito bonita e dedicava um amor muito grande ao seu caboclo, ele por sua vez não demonstrava, mas tinha um sentimento de revolta por Deus ter lhe levado aqueles dois anjinhos que eram suas filhinha, ele costumava dizer que Deus não existia.

E assim os anos foram passando.

Criadas na fartura as filhas de Damião e Crispina foram educadas pelo pulso forte do pai. Ciumento da família ele sempre presente as vigiava para não permitir amizades e namoros.

Damiana a filha mais velha sempre fora a sua queridinha, junto com a Donata, porem eram as mais cobradas. Dominique a caçula era muito boazinha e a mais compreensiva. Rosalva muito sonsa e sonsa e invejosa, sempre que podia aprontava as escondidas, mas na frente dos pais se fazia de uma santa. já a Divina era considerada a pimenta da casa. Não tinha papas na língua e sempre falava o que pensava, por isto estava sempre sendo castigada, ela não era bonita, como as irmãs, que tinham olhos verdes pele clara e cabelos lisos, por isto crescera com um pouco de despeito. As irmãs tinham os traços finos da mãe e ela os rudes traços do pai, da mãe ela havia herdado a natureza alegre e compreensiva.

 
Trecho do livro em andamento com titulo provisório " A vida de Divina "

Encontro Comigo

Estou só no silêncio do meu quarto. As vezes leio, mas a maior parte
do tempo escrevo. Não sinto solidão.
Uma paz interior profunda me invade.
Fecho os olhos para uma viagem dentro de mim mesma,
aproveito para pensar em ter bons pensamentos,
através deles envio vibrações ao universo que está desperto, pronto para devolver-me o resultado dos meus pensamentos.

Depois de algum tempo uma sensação muito boa invade todo o meu ser, abro os olhos com um sorriso de satisfação pois sei que não estou só, estou comigo... Uma criatura que aos poucos vai se encontrando... Se amando... Descobrindo que tem uma grande capacidade de amar o outro respeitando e aceitando as suas diferenças...




Meu Pensamento

" A insatisfação do hoje poderá vir a ser a sua saudade no amanhã. "

Frase do Dia!

"Fique de vez em quando só, senão será submergido. Até o amor excessivo pode submergir uma pessoa. " [ Clarice Lispector

quarta-feira, 3 de março de 2010

Meu Pensamento

Mergulho no silêncio dos meus sentimentos.
Na exaltação dos meus pensamentos.
Na eternidade da minha imaginação...

Frase do Dia!

"Tudo que somos é resultado do que pensamos"

"Buda"

Sejam Bem Vindos!


Entrem e fiquem a vontade, aqui vocês irão encontrar alguns dos textos que escrevo, tipo: Crônicas, Pensamentos, Frases e alguns trechos de meus Livros.
A minha grande meta com este blog é atingir o maior numero possível de amigos, compartilhando assim, um pouco de mim, o que sinto e o que penso.
Não sou Literata, mas considero-me escritora porque gosto de escrever. Portanto escritora por vocação.
Ficarei feliz em ouvir seus comentários. Sua opinião é muito importante, bem como, as suas críticas, porque serão elas que farão de mim uma pessoa mais responsável e criteriosa com aquilo que irei escrever para o meu leitor.